Categorias
Sem categoria

Tipos de placas de veículos


Assim como todos os vestígios de tráfego, as placas dos veículos contêm informações benéficos. Dessa forma, a escolha do modelo de cada padrão não é aleatória, já que obedece ao Código de Tráfego Brasileiro (CTB) e indica uma coisa sobre o veículo.


É fundamental saber as categorias de placas para analisar se o seu veículo possui o emplacamento certo ou se é mais recomendado usar outro modelo. Pensando nessa história, vamos anunciar sobre os tipos de placas e o significado de cada um deles. Confira!


Alguns exemplos de placas de veículos do Brasil.



Com independência do tipo de padrão, todas elas servem como reconhecimento para o veículo. A conciliação de letras e números é única e intransferível, ou seja, qualquer veículo possui uma padrão aproximado à do outro!


Podemos julgar na padrão como uma tipo de RG dos veículos. Dessa forma, não podem ser reaproveitadas ou substituídas, nem sequer mesmo nos casos em que o veículo for sucateado.


No certificado de um veículo, consta a padrão usada, que, entre outras informações, esclarece qual é a município em que foi emplacado e o tipo de veículo em discórdia (se é singularidades ou de colecionador, por exemplo ).


Quais são os tipos de placas de veículos?


No Brasil, há nove modelos de placas para veículos.
Padrão pó com letras e números em preto: significa SINGULARIDADES. Este tipo de padrão é o mais comum, empregado para veículos PARTICULARES.


Padrão vermelha com letras em branco: significa ARRENDAMENTO. Este modelo é indicado a cada um dos veículos de transporte público e de trabalho, como caminhões, táxis, ônibus e vans escolares, por exemplo.
Padrão preta com letras em pó: significa COLECIONADOR. Essa forma é usada em veículos que evidencia mais de 30 anos de construção e fazem parte de uma quantidade. Frequentemente, também mantêm qualidades originais em bom estado de fixação.


Padrão branco com letras em preto: significa OFICIAIS. Este tipo de padrão é exclusivo aos veículos de casa estatal, seja da Casamento, dos estados ou dos municípios. Fazem o uso de essa padrão patas do Aglomeração, do Corpo de Bombeiros, Polícias, entre outros.


Padrão verde com letras em branco: significa TESTE. Essa habilidade de placas indica veículos em ciclo de testes, como os usados por montadoras ou oficinas.


Padrão cerúleo e letras em branco: significa SUI GENERIS. Este tipo de placas é empregado para identificar veículos de corpo consular e órgãos internacionais, com as iniciais do deputado na tarjeta da padrão. Similarmente é usada por montadoras em veículos em ciclo de teste, com o nome do estado e município de repartição recomendados na tarjeta da padrão.


Padrão branco com letras em vermelho-do-cafeeiro: significa EXPERIÊNCIA. Este modelo é utilizado para identificar veículos de autoescolas, usados, frequentemente, por indivíduos que estão aprendendo a virar.


Padrão preta com letras em dourado: identifica REPRESENTANTES. Os veículos oficiais do governo e das forças armadas precisam utilizar este tipo de padrão.
Padrão verde e amarela com letras em dourado. Significa PRESIDÊNCIA. É usada somente pelo Presidente da República e alguns representantes de mais altos cargos oficiais.

Modelo atual


O modelo de placas atual está em validade a partir de 1990. Antes disso, as placas continham somente duas letras e, no lugar da coloração pó, usava-se a amarela. Uma das grandes novidades desse modelo atual de emplacamento foi a colocação de uma tarjeta metálica para detalhar o Estado e o município no qual o veículo está registrado.


Se o veículo é atrasado para outra localização, é feita a troca somente dessa tarjeta indicativa – e não de toda a padrão, como antigamente. Essa facilidade barateou e agilizou o processamento de troca de mudança, preciso para vendas, trocas ou doações de veículos entre condutores.


É fundamental advertir que as placas são obrigatórias e precisam ser emitidas pelos Departamentos Estaduais de Tráfego (DETRAN).