Como funciona o sistema de tratamento de água

4 de novembro de 2019

A Época de Tratamento de Água possui como essencial propósito garantir os padrões de potabilidade ao uso humano. A água precisa ter fachada higienizado, vernaculidade de estilo e estar isenta de micro-organismos patogênicos. Para ela se preservar nessas condições, devemos evitar sua contaminação por resíduos. Sejam eles agrícolas ( de classe química ou orgânica), esgotos, resíduos industriais ou sedimentos provenientes da descomposição.


A contaminação da água prejudica o seu utilização, atingindo o cidadão de maneira direta. Utilizamos a água para ingerir, para nossa higiene, para lavar moda e material. E, especialmente, para nossa refeição e de nossos animais domésticos. Além disso, a água possui a ofício crucial de fornir toda a estrutura das cidades – indústrias, companhias, escolas, hospitais, casas, etc.


A Época de Tratamento de Água, similarmente conhecida como ETA, visa diminuir a concentração de poluentes na água. E, especialmente, eliminar os materiais orgânicos e micro-organismos patogênicos para o seu uso. Ou seja, sem entregar riscas para a saúde pública.

Os sólidos existentes em uma água bruta e poluída precisam se aglomerar com ocasional facilidade. Depois de uma floculação apropriada, permitindo uma decantação efetivo e com a coação em hulha antracitoso se pode uma água límpida e isenta de sólidos. Fazendo com que as características da água fraude permaneçam precisamente dentro dos lindas definidos pela secretaria de vigilância sanitária, Pórtico MS n° 518/2004.


Desempenho da Época de Tratamento de Água

A água bruta precisa ser bombeada, na maioria das vezes, para um reservatório de equalização com personalidade de 5 horas de tempo de presa. Desse reservatório, a água precisa ser bombeada para a Época de Tratamento de Água a uma consumo contínua.


Para ajuste da consumo, na cano de recalque da posto de refeição da ETA, é hospedado um canal de retorno para o equalizador, com registros que permitem o ajuste de consumo essencial.
No canal de refeição da Época de Tratamento de Água é adicionada uma saída alcalinizante para ajuste do ph. Depois de o ajuste do ph, que precisa ficar entre 9 e 11, o líquido estabilizado metediço na calha de floculação.

Saiba Mais: Conheça como é feito o tratamento de água


Na calha de floculação, é adicionada uma saída floculante, reduzindo o ph para um valor entre 6,5 e 7,5. Posteriormente, adiciona-se, similarmente, um polímero ajudar de coalhadura.


O líquido passa, por isso, pela calha de floculação, que tem uma série de paredes internas, com aberturas laterais intercaladas. Este material serve para desbaratar a passagem do líquido em um movimento sinuoso. Permitindo um tempo de aposento ideal para a formação adequada dos flocos.
Da calha de floculação a água é dirigida, por peso, ao decantador. Aqui ela se distribui por toda a setor normal ao movimento de líquido, formando as diversas camadas de concentrações qualidades destes processos de tratamento.


No interior do decantador estão instaladas placas lamelares que formam um óptica de 50° com a horizontal. Isto impossibilita o movimento desocupado das partículas e dificulta a sua chegada para a brega de líquido límpido na superfície.


O processamento de decantação dos sólidos maneira, na superfície, uma gilete bem definida de líquido límpido que flui para o filtro gravitacional a partir de uma calha coletora. O filtro é doado de uma mão guarida de brita e de um tabuleiro de hulha para a acúmulo dos sólidos e retirada de outras impurezas indesejáveis que, por insegurança, forem arrastadas, garantindo a eficiência do tratamento.


A água fraude passa também por um filtro de tabuleiro de hulha antracito. E, posteriormente, cai em um reservatório de contato para ganhar uma porção de cloro para desinfecção. Por fim, o líquido é arrumado para o reservatório de armazenamento para pospositivo uso.


O material sedimentado, efeito da decantação, é endereçado para o tabuleiro de secagem ou filtro prelo. Nesse local ele padece o processamento de desidratação. Após a desidratação deverá ser retirado manualmente e endereçado para um aterro afinado, conforme licenciado pelo órgão ambiental atual.


A Época de Tratamento de Água precisa ter, além das unidades citadas, os seguintes componentes:


Um sistema automático de dosagens, integrado por um visão de controle com quatro bombas dosadoras;
Quatro reservatórios de produtos químicos;
Um sistema de controle de nível para o acionamento e desligamento automático do sistema ;
Uma posto de recalque para saída da água fraude e retro-lavagem dos filtros.

Benefícios da instalação de uma Época de Tratamento de Água


Fabricadas em Poliéster Acentuado com Fibra de Vidro (PRFV), oferecem completo resistência química e mecânica. Sendo equipamentos versáteis que operam em quaisquer vazões com baixo esforço operacional e facilidade de controle.


Além da facilidade de cirurgia e da alta eficiência de tratamento, as Estações Compactas de Tratamento de Água contem as seguintes benefícios:


Sistema pesado e entoar ;
Baixo esforço com produtos químicos;
Baixo uso de força ;
Possível cirurgia ;
Economia de lugar ;
Todo equipamento em PRFV;
Tingimento epóxi.

É crucial que a escolha da empresa parceira para o progresso do projeto e instalação de uma Época Compacta de Tratamento de Água seja feita com reserva. Escolha uma empresa que siga as código técnicas e legislações ambientais vigentes e atenda as necessidades reais do tratamento.

FONTE: https://www.r7.com

Nenhum Comentário

Os comentários estão fechados.