Barato que sai caro: Remendo como alternativa para reparo em caixa d’água

17 de abril de 2018

Barato que sai caro: Remendo como alternativa para reparo em caixa d’água

Há diversos tipos de caixa d’água disponíveis no mercado, sendo a caixa d’água de polietileno e a de fibra de vidro as mais comuns e preferidas pelos brasileiros. Porém você sabe a diferença entre os materiais?

Neste post, vamos esclarecer as principais qualidades de uma caixa d’água de polietileno e de um jarra realizado de fibra de vidro, dessa maneira você conseguirá adotar a escolha mais adequada para as suas necessidades e para seu bolso. Pretende entender mais? Basta permanecer lendo!

Caixa d’água de polietileno O polietileno é um forma de plástico realizado com polímeros (isto é, moléculas) à base de petróleo. Uma caixa d’água de polietileno tem alta durabilidade, com uma vida benéfico de por volta de 30 anos.

Graças à agilidade do material, a caixa d’água ganha em flexibilidade, Caixa d’água de fibra sendo de simples instalação e higienização.

Essa qualidade torna o equipamento menos difícil de ser conduzido e armazenado. Outra qualidade é a defensão a raios RADIAÇÃO ELETROMAGNÉTICA, o que diminui a existência de luz na água e, por efeito, o progresso de algas.

Nos dias de hoje, os recipientes feitos de polietileno apresentam similarmente proteção em oposição a a formação de bactérias e cerca completo em oposição a insetos e impurezas, garantindo maior qualidade para a água e pouco riscas para a saúde dos consumidores. A caixa d’água de polietileno é a mais procurada pelas indivíduos que não necessitam de alta personalidade de armazenamento.

Os modelos dos recipientes variam entre 300 e 16 mil litros. Caixa d’água de fibra de vidro Ao contrário da caixa d’água de polietileno, a de fibra de vidro é ideal para as pessoas que necessita de grandes reservatórios de água, podendo assistir uma personalidade de 25 mil litros.

Uma caixa d’água desse forma é ensejo de uma combinação de resina e fibra de vidro, o que a torna mais rápido e de possível amarfanhamento e instalação.

Um no entanto, entretanto, é que a fibra de vidro é mais rúptil e possui baixa defensão a impactos mais fortes e perfurações. Isto torna a preservação deste equipamento um hora mais adamado.

Por isso, deu para possuir uma ideia de qual é a melhor caixa d’água para você? Aproveite e baixe o nosso ebook “O que observar na momento de substituir a sua caixa d’água” e confira o que mais precisa ser levado em consideração na momento da troca da caixa d’água. O que provocar em consideração na momento de substituir a caixa d’água

Do mesmo jeito que qualquer outro forma de equipamento, uma caixa d’água não dura para constantemente e necessita ser trocada após um tempo. Isso talvez pode ocorrer pela série de elementos, especialmente, por causa de ao processamento natural de abatimento do tempo.

Porém, qual o hora certamente para substituir sua caixa d’água? A resposta dessa dúvida vai sujeitar-se, a princípio, do material do banco.
– Caixa d’água de fibra de vidro: até 5 anos. – Caixa d’água de polietileno: até 30 anos. – Caixa d’água de aço imaculado: até 50 anos. No entanto, essa durabilidade não está relacionada apenas ao material de construção do banco, similarmente é necessário provocar em conta como é ensejo a uso da caixa d’água.

Caso não seja ensejo uma preservação legítimo do equipamento, tendo como exemplo, isso talvez pode acelerar a necessidade de trocá-lo.

No momento em que será necessário substituir com efeito a caixa d’água? A durabilidade e o forma de material são apenas alguns dos elementos que determinarão o hora certamente para a troca de seu banco. Você necessita estar ligado a mais indícios que apontam se é a momento de você abalroar em uma nova caixa d’água. Tendo como exemplo:

Água com aparência anormal, cheiro e estilo estranhos (link interno: Água com estilo?); – Buracos, rachaduras e acúmulos de aluvião. Tenha em mente, uma caixa d’água fora do tempo de utilidade pode ser um perigo à saúde de sua família, por causa disso fique ligado(a)! Faça o download carona do nosso acompanhador e confira quais mais aspectos precisam ser considerados para descrever se é preciso substituir a caixa d’água.

Toda caixa d’água, independente do material que é feita, possui uma vida útil e sofre desgastes com o passar do tempo. Esses desgastes geram fissuras, rachaduras e outras avarias que prejudicam a qualidade da água e o correto funcionamento do equipamento.

Quando esses problemas começam a aparecer, as pessoas tendem logo a pensar que a melhor opção é fazer o reparo na caixa d’água, o que, na teoria, é mais barato e rápido.

Às vezes, no entanto, o barato pode sair caro e o mais apropriado é mesmo optar pela troca de caixa d’água. Mas como saber quais os problemas que podem ser solucionados com um simples reparo em caixa d’água e aqueles que exigem a troca do equipamento?

Reparo em caixa d’água x troca de caixa d’água

Entre os principais problemas que demandam reparos na caixa d’água estão pequenas rachaduras causadas por fortes impactos ou desgaste natural da própria caixa, principalmente se for de fibra de vidro ou amianto.

Essas rachaduras originam vazamentos que acabam sendo responsáveis por manchas umedecidas nos tetos e paredes das casas e estabelecimentos comerciais.

Mais do que uma questão estética ou de mau cheiro, esse mofo pode ocasionar uma série de doenças como alergias e enfermidades respiratórias.

O remendo de uma rachadura em uma caixa d’água de polietileno, por exemplo, é feito com colas especiais, silicone ou massa plástica, mas a solução, apesar de imediata, é paliativa, já que, com o tempo, a rachadura voltará a vazar.

Esse tipo de remendo também só funciona em caso de rachaduras pequenas. No caso de fissuras maiores e que ocasionam um vazamento mais preocupante, a troca da caixa d’água é mesmo a escolha mais acertada.

Nesses casos, um simples remendo gera uma economia inicial com a troca da Caixa d’água, mas vazamentos futuros podem levar a mais gastos com novos consertos e mesmo com a pintura das partes da residência danificadas pelas infiltrações.

Avalie com cuidado se o reparo é mesmo a escolha acertada e evite dores de cabeça futuras! Na dúvida, baixe gratuitamente nosso ebook “Como diagnosticar se preciso trocar a minha caixa d’água?” e saiba mais! Caixa de água BH

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *